Exposições no Museu da Electricidade

Exposições a não perder no Museu da Electricidade!

1915, O Ano do Orpheu
(até 20 Setembro 2015)
Ano do OrpheuEm 1915 são publicados os dois números da revista Orpheu, os quais se esgotam num instante e suscitam uma irritação geral. Os colaboradores da revista – entre eles Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro ou Almada Negreiros – orgulham-se de ser chamados “paranóicos”. Em Portugal, a modernidade artística e literária começa com um enorme escândalo público.
A exposição conduz-nos pelo ano de 1915, de forma cronológica, através de registos bibliográficos, fotografias, objectos, filmes, cartazes publicitários, material bélico, desenhos, poesia – da época.
Mais informação sobre a exposição aqui.

Novos Artistas Fundação EDP 2015
(até 20 Setembro 2015)
Novos Artistas Fundação EDPJoana Escoval, João Grama, Manuel Caldeira, Marco Pires, Mariana Silva, Nuno Vicente, Pollyanna Freire, Teresa Braula Reis e Vasco Futscher são os finalistas da 11ª edição do Prémio Novos Artistas Fundação EDP. A vencedora deste ano é a artista Mariana Silva, justificando a sua escolha pela consitência do seu trabalho e à investigação das questões culturais, políticas e tecnológicas do nosso tempo.
Mais informação sobre a exposição aqui.

Posto de Trabalho – Valter Vinagre
(até 4 Outubro 2015)
Posto-de-TrabalhoValter Vinagre apresenta trabalhos fotográficos num registo entre a realidade objectica e poética.
Diz ele que “as fotografias que apresenta nesta série – «Posto de trabalho» não mostram gente, mas é de gente que falam. Através destas imagens procuro falar da prática de prostituição numa das suas vertentes – talvez a mais dura, perigosa e menos digna para as suas trabalhadoras e clientes. Falar da prostituição de berma de estrada implica refletir da sua dualidade público/privado. É público, porque se anuncia/mostra na berma de estrada. É privado, porque as suas práticas se fazem longe de olhares indiscretos, no recato da floresta, no interior de abrigos improvisados.”
A série “Posto de trabalho”, foi realizada em Portugal entre 2010 e 2013.
Mais informação sobre a exposição aqui.

Rostos da Central Tejo
(exposição permanente)Rostos-da-Central-TejoOs Rostos da Central Tejo, é uma exposição de um conjunto de fotografias desde 1918 a 1949. São imagens que retratam outros tempos em que se trabalhava sob terríveis condições e com tão poluentes processos fabris.
Mais informação sobre a exposição aqui.

 

Local: Museu da Electricidade, Fundação EDP
Morada: Avenida de Brasília, Central Tejo, Lisboa
Horário: 10h – 18h (3ªf a domingo)
Preço: Entrada gratuita

You may also like

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.