Futuras exposições :: Serralves

Próximas exposições em Serralves. A não perder!

Déjá-vu. Repetição e Diferença
(de 26 Set 2015 a 03 Jan 2016)Déjá-vu. Repetição e Diferença
A exposição apresenta livros e edições de artista da Colecção da Fundação de Serralves, que confrontam formatos editoriais oriundos da comunicação social e edições de artista.
Numa segunda parte da exposição mostra o reverso deste tema: como designers, publicitários e consultores que plagiaram, transformaram e reeditaram a estética da arte contemporânea, fazendo uso na sua cultura visual ao serviço do marketing.
Ambas as secções da exposição revelam estas correspondências colocando lado a lado “cópia” e “original”. São apresentadas publicações de artista, revistas, livros, catálogos industriais, jogos, manuais escolares e enciclopédias desde os anos 1960 até à actualidade.
Mais informação sobre a instalação aqui.

 
Da Colecção – Aquisição recente: Tacita Dean, Craneway Event, 2009
(de 30 Set a 08 Nov 2015)Da Colecção - Aquisição recente
 Em Novembro de 2008, Tacita Dean filmou o coreógrafo Merce Cunningham e a sua companhia de dança durante os três dias em que ensaiaram num edifício industrial, que em tempos albergara uma antiga linha de montagem da Ford em Richmond, Califórnia.
Assistir a estes ensaios permitiu à artista observar muito atentamente o processo de trabalho de Cunningham, nomeadamente a construção da dança sem música.
Horários das sessões:
3ªf a 6ªf: 10h30-12h20 e 14h30-16h20
Sáb e Dom: 10h30-12h20, 14h00-15h50 e 16h30-18h20
Duração: 1h48m
Mais informação sobre o filme aqui.

 
Como (…) coisas que não existem – uma exposição a partir da 31ª Bienal de São Paulo 
(de 02 Out 2015 a 17 Jan 2016) Como (…) coisas que não existem
 “Como (…) coisas que não existem”  é uma exposição desenvolvida a partir da 31ª Bienal de São Paulo que se realizou no pavilhão projectado por Oscar Niemeyer entre 06 de Setembro e 07 de Dezembro de 2014.
A exposição apresenta 28 artistas e colectivos de artistas seleccionados com obras de arte seleccionadas, pinturas, esculturas, vídeos e instalações, resumem as ideias da exposição brasileira e centram-se no modo como a arte pode alterar formas de pensar o mundo. Imaginando modelos de vida e sociedade que são diferentes ou (ainda) não existem, as obras de arte questionam a autoridade da religião, da história e dos sistemas de controlo e apontam de que modo ela poderia ser diferente.
Mais informação sobre a instalação aqui.

 

Helena Almeida: A minha obra é o meu corpo, o meu corpo é a minha obra
(de 17 Out 2015 a 10 Jan 2016)Helena Almeida“Helena Almeida” é a exposição mais completa até à data da obra da artista portuguesa onde será possível ver o seu trabalho de pintura, fotografia, vídeo e desenho.
A exposição irá  focar-se na importância do corpo e o seu encontro performativo com o mundo nas obras realizadas pela artista de meados dos anos 1960 até à actualidade.
A inauguração decorre no dia 16 de Outubro com entrada gratuita.
Mais informação sobre a instalação aqui.

Local: Serralves
Morada: Rua Dom João de Castro 210, Porto

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.